terça-feira, 16 de agosto de 2011

O VELHO PAI CAMINHONEIRO

Um belo dia de sol, Sr. Mário, um velho caminhoneiro
chega em casa todo orgulhoso e chama a sua esposa
para ver o lindo caminhão que comprara
depois de longos e árduos 20 anos de trabalho.
Era o primeiro que conseguia comprar
depois de tantos anos de sufoco e estrada.

A partir daquele dia, finalmente seria seu próprio patrão.

Ao chegar à porta de casa,
encontra seu filhinho de seis anos,
martelando alegremente a lataria do reluzente caminhão.

Irado e aos berros pergunta o que o filho estava fazendo e,
sem hesitar, completamente fora de si,
martela impiedosamente as mãos do garoto,
que se põe a chorar desesperadamente sem entender o que estava acontecendo.

  A mulher do caminhoneiro corre em socorro do filho,
mas pouco pôde fazer.

Chorando junto ao filho,
consegue trazer o marido à realidade,
e juntos levam o garoto ao hospital para cuidar dos ferimentos provocados.

Passadas várias horas de cirurgia,
o médico desconsolado e bastante abatido,
chama os pais e informa que as dilacerações foram de tão grande extensão,
que todos os dedos da criança tiveram que ser amputados.

Porém, o menino era forte e resistia bem ao ato cirúrgico,
devendo os pais aguardá-lo no quarto.

Ao acordar, o menino ainda sonolento
  esboçou um sorriso e disse ao pai:
-Papai, me desculpe. Eu só queria consertar seu caminhão, como você me ensinou outro dia. Não fique bravo comigo.
O pai, enternecido e profundamente arrependido,
deu um forte abraço no filho e disse que aquilo não tinha mais importância.

Não estava bravo e sim arrependido de ter sido tão duro com ele
e que a lataria do caminhão não tinha estragado.

Então o garoto com os olhos radiantes perguntou:
- Quer dizer que não está mais bravo comigo?
- É claro que não! – respondeu o pai.

Ao que o menino pergunta:
- Se estou perdoado papai, quando meus dedinhos vão nascer de novo?

Nos momentos de raiva cega, machucamos as pessoas que mais amamos,
e muitas vezes não podemos “sarar” a ferida que deixamos.

Nos momentos de raiva, tente parar e pensar em suas atitudes,
a fim de evitar que os danos seja irreversíveis.

Não há nada pior que o arrependimento e a culpa.
Pense nisto!

18 comentários:

  1. gostei muito da história do porco e do cavalo mas fiquei muito magoada ao saber que no final da hitória o porqinho morre pra voce ver né katy que as "pessoas" boas que quer ajudar uns aos outros acaba se ferrando uma hora viu que deu o porquinho ajudou ocavalo e no final acabou se ferrando bom katy foi isso que eu entendi bjos sua aluninha querida tainá

    ResponderExcluir
  2. DANILO/BRUNO GARCIA.16 de agosto de 2011 15:50

    eu entendi que as vezes fazemos coisas sem pensar e só depois vemos as consequensias que nos causamos por isso vamos pensar um pouco antes defazer qualquer coisa para nao se arrepender depois e educacao nao so na base da porrada mais sim na base de um bom dialogo porque uma palavra vale mais do que uma agressao . u

    ResponderExcluir
  3. As vezes damos muito valor a bens materiais; e esquecemos os verdadeiros valores da vida !
    historias como esta nos trazem de volta a realidade e nos fazem pensar o que realmente vale a pena

    ResponderExcluir
  4. meu nome e william e eu entendi que fasemos coisas as veses com raiva e depois asconsequencias podem ser radicais, entao devemos pensar bem antes das nossas atitudes.

    ResponderExcluir
  5. weldes/lucas nem sempre devemos tomar desizons adiantadas pois os bens materiais nao sao tudo nosa vida. as vezes nos esquecemos da nossa familia mas devemos lenbrar que depois de deus a nossa familia e tudo.

    ResponderExcluir
  6. Thiago, Rodrigo, Léo (gaguinho)16 de agosto de 2011 17:14

    eu entendir que o pai sem pensar machuca seu proprio filho pensando que seu filho tinha quebrado algo inportante , mas na verdade ele estava consertando alga que tinha quebrado .mas no final ele percebe que cometeu um grande erro .

    ResponderExcluir
  7. jessiel riquieri alves 6eja
    eu entendi que um pai ao comprar um caminhão se apegou ao caminhão e esqueseu do filho então o filho dele pegou o martelo e martelou o caminnhÃO E PAI CO SIUMES E MUITA RAIVA MARTELOU O DEDO DO SEU FILHO .ACOTECEU UM CASO DE COVARDIA DO PAI COM O FILHO , E O MENINO OPEROU OS SEUS DEDOS.AS VEZES TEMOS QUE PENSAR ANTES DE FAZER ALGO entao è isso.

    ResponderExcluir
  8. e uma historia muito triste e que a jente nuca devemos fazer mal a quem amamos.sirlane.p.s .e uma maudade muito grande de ver um pai fazendo isso com um filho .liliane p.s. e uma historia que nos ensina a refletir melhor antes de fazer quauqer coisa.silvia;

    ResponderExcluir
  9. essa historia e uma das provas que deus realmente existe a todo tempo em nossas vidas principalmente na nossa vida real; porque todos 'nos somos filhos de deus e tudo o que pedimos a ele com fe ele responde na nossa oracao? aldiane e lorena dupla...........

    ResponderExcluir
  10. bom nos tres lemos uma historia muito tristes de um caminhoneiro e o seu filho nos esina que nao devemos fazer as coisas com acabeca quente temos que refletir um pouco antes de tomar as desicois bom nos entedemos que nao podemos ser precipitados maria tais jakelyne

    ResponderExcluir
  11. EU ENTENDIR QUER CEM PENSAR O PAI MACHUCA O SEU PROPRIO FILHO PORISSO NUNCA PODEMOS FALAR CEM PENSAR POR QER PODEMOS MACHUCAR AS PESSOAS CEM PERCEBER . MAIS NO FINAL ELE PERCEBE QUER COMETEU UM GRADE ERRO .

    ResponderExcluir
  12. o caminhoneiro era pai do menino ele se arrependeu doque fez com seu filho eu achei que o pai foi muito errado ele deveriaterpacinciacom seu filho

    ResponderExcluir
  13. 6 EJA. eu entendi que o caminhomeiro comprou u caminhÃO E VIU O SEU FILHO MARTELANDO O SEU CAMIHão e tÃO COM SIUMES DO SE FILHO ELE MATELOU DEDOS DELE ELE SE AREPENDEU ,AMORAL DA HISTORIA NÒS DEVEMOS PENSAR EM NOSSOS ATOS ANTES DE MAXUCAR AS PESSOAS QUE MAIS AMAMOS

    ResponderExcluir
  14. eu entendi que não devemos pensar em nos mesmos temos que pensar nos outros tanbem,nao devemos se enportar com o bem material ,porque se o carro pode quebrar ,se destruir ,e vc pode conseguir outro depois,mas a pesoa que vc ama não ela vai e nunca mais vouta ,vc tem que pensar duas vezes antes de fazer quais quer ação pensar no seu proximo,pensa no seu proximo antes de pensar em si mesmo.oky!!!

    ResponderExcluir
  15. eu entendi que seu pai deu se mais valor para o seu caminhão quando se viu seu filho martelando seu caminhão podia se ter uma serta pasiensia pegase a mâo dele e falase com ele podese se esplica tenta entender seu popre filinho e podese perguntar oque ele esta fazendo

    ResponderExcluir
  16. A vida tem mais valor que qualquer outra coisa,caminhão compra-se outro e os dedos não se compra em loja, por isso não faça nada de cabeça quente.

    ResponderExcluir
  17. maria izabel e eduardo pereira18 de agosto de 2011 16:57

    Eu fiquei tão emocionada que chorei muito essa historia e profunda.ela mostra arealidade da vida real entre pais e filhos. entendir que nuca devemos agir antes de pensar .que deeevemos pensar no que ensinamos para os nossos filhos,por que as vezes criticamos eles por atitudes que eles tem que nos mesmo ja tivemos.

    ResponderExcluir
  18. eu entendi que nos momento de raiva nunca podemos ajir com precauçao dependendo da situaçao.ajir com cauma é amelhor opçao.se arependimento matasse heim?

    ResponderExcluir